Final da bocha feminina em Guabiruba será nesta quarta-feira

0
10

A partir das 19h30 desta quarta-feira (26), Cancha do Morsch e São Pedro travam o segundo duelo das finais do Campeonato Municipal de Bocha em Trio Feminino de Guabiruba.

As equipes que entraram como azarões na competição deixaram para trás grandes favoritas e agora se veem frente a frente em busca da taça inédita para ambos os times. No primeiro duelo, disputado no São Pedro, o jogo acabou em 1 a 1, o que deixa o confronto em aberto para a Cancha do Morsch.

Essa última equipe foi uma das últimas a se inscrever na competição e comemora o fato de chegar à final do torneio como uma grande surpresa. O responsável pelo grupo, Francisco Morsch, o Kiko Morsch, lembra que o grupo começou desacreditado e se superou para agora disputar a final. “Não fomos sequer em uma reunião, fizemos a inscrição no último dia, mas agora estamos colhendo o resultado. Não esperávamos chegar até aqui”, observa.

Além dos resultados nas canchas, a equipe também comemora o resgate de atletas importantes do cenário da bocha municipal. A ponteira Tita, a meia Rose e a boladora Claudete, a Dete. “São meninas que estavam paradas há dois ou três anos e agora estão com a gente disputando uma final”, destaca.

É com a experiência dessas atletas que a Cancha do Morsch, em sua segunda final da competição, espera levar a primeira taça. “São atletas experientes, que terão pela frente um jogo muito difícil. Estamos com dificuldades na bolada, mas esperamos estar num grande dia nesta quarta. Que as meninas estejam em sintonia e a gente também tenha um pouco de sorte”, comenta.

Pelo lado do São Pedro, o time terá uma importante baixa. A ponteira Marlene Pinho está fora do jogo por um problemas de saúde. Sua substituta será a reserva imediata, Iria, mas existe a possibilidade de que Vitória, que faz o meio, seja a ponteira do jogo. A boladeira Carmelita completa o trio. “Joguei todos os jogos e estou muito triste de não poder participar justamente da final. Mas estamos confiantes que conseguiremos a vitória e o título”, comenta Marlene.

A atleta elogia a equipe adversária, mas destaca que o confronto está em aberto mesmo após o 1 a 1 em casa. “Deixamos para trás equipes favoritas e vamos entrar na cancha para ganhar. Do outro lado há duas ponteiras boas, por isso a nossa boladeira não pode pifar”, salienta.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA